terça-feira, 25 de agosto de 2009

Apenas porque gosto do que é belo...!
De flores, do luar, da nossa estrela
Das gotas de chuva, de colher flores pela manhã
... de ti!

3 comentários:

morfeu disse...

Vejo-te em seda e nácar,
e tão de orvalho trêmula,
que penso ver, efêmera,
toda Beleza em lágrimas
por ser bela e ser frágil.
Meus olhos te ofereço:
espelho para a face
que terás, no meu verso,
quando, depois que passes,
jamais ninguém te esqueça.
Então, de seda e nácar,
toda de orvalho trêmula,
serás eterna. E efêmero
o rosto meu, nas lágrimas
do teu orvalho... E frágil.
Cecilia Meireles

CM disse...

Ola! Passa no meu blog, tenho um selo para ti!
beijinho*

João Pinto Costa disse...

Gostei muito do que li por aqui,visita o meu blog onde coloco os mails que crio e envio para meio mundo mais as respectivas respostas:

http://maildeumlouco.blogspot.com/

Acho que vais gostar.
Espero que te divirtas a ler.

Seguidores