quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Não, não quero sonhar.
Não quero criar laços.
Não quero projectar o futuro.

Quero deixar-me caminhar leve e solta
Sem pressas
Sem sombras
Quero deixar-me conduzir lenta e suavemente
Saboreando cada passo dado no caminho
Sem deixar marcas
Sem provocar lágrimas
Quero sorrir desprendida de tudo
De todos!
Quero viver em pleno a liberdade de SER!

Mas apesar de querer…faz sofrer.

1 comentário:

Martchini disse...

as palvars e a musica, tudo tão bonito (:

Seguidores