segunda-feira, 18 de outubro de 2010


Tenho dias assim... em que páro de escrever...

Mas regresso.

Quando o turbilhão de emoções dentro de mim apazigua ou quando cá dentro não existe calma.

Quando sinto necessidade de olhar as emoções em cada sílaba que escrevo. E entendê-las.

Gosto de poder contemplá-las no monitor.

E ainda que anos se passem, sei com que emoção escrevi cada letra...dentro de mim.

E encontro-me.

Voltarei sempre enquanto a tinta não se deixar secar.

Seguidores